Enquete

O que mais afeta a sua espiritualidade?

Básico e Fundamental

Osho sun

Por Osho, em “The Upanishads”

Se você tentar parar de pensar por cinco minutos, entrarão mais pensamentos do que nunca… – pela simples razão de mostrar a você que você não é o mestre. Assim, primeiramente a pessoa tem de conseguir a maestria; e o meio de se tornar o mestre não é dizer aos pensamentos: “Pare!”. O meio de se tornar o mestre é observar todo o processo de pensamento.

Seus pensamentos têm de compreender uma única coisa: que você não está interessado neles. No momento em que você tiver firmado isso, você terá alcançado uma grande vitória.
Simplesmente observe. Não diga nada aos pensamentos. Não julgue. Não condene. Não os mande embora. Deixe-os fazer o que quer que estejam fazendo, qualquer ginástica – deixe-os fazerem; você simplesmente observa e desfruta. Trata-se de um belo filme. E você se surpreenderá: simplesmente observando, chega um momento em que os pensamentos não mais estarão presentes, não haverá nada para observar.

Esta é a porta que tenho chamado de nada, de vazio.
Por esta porta entra o seu ser verdadeiro, o mestre.
E esse mestre é absolutamente positivo; em suas mãos, tudo se transforma em ouro.

Assim, você não pode fazer nada diretamente com a mente. Você terá que dar umas voltinhas; primeiro você tem de trazer o mestre para dentro. Está faltando o mestre e, durante séculos, o serviçal pensou que ele era o mestre. Simplesmente, deixe o mestre entrar e o serviçal, imediatamente, compreenderá. Basta a presença do mestre e o serviçal cai aos pés do mestre e espera por alguma ordem, qualquer coisa que o mestre queira que seja feito – ele está pronto.

A mente é um instrumento tremendamente poderoso. Nenhum computador é tão poderoso quanto a mente do homem – ele não pode ser, porque ele é feito pela mente do homem.

Mas o resultado desse imenso presente ao homem não tem sido benéfico – porque o mestre está ausente e o serviçal está comandando o espetáculo. O resultado é guerras, violência, assassinatos, estupros. O homem está vivendo num pesadelo, e o único meio de sair disso é trazer o mestre para dentro. Ele está aí, você tem apenas de puxá-lo para si. E a observação é a chave: simplesmente observe a mente. No momento em que não houver nenhum pensamento, imediatamente, você será capaz de se ver – não enquanto mente, mas como algo além, algo transcendental à mente.

E uma vez que você esteja sintonizado com o transcendental, então, a mente está em suas mãos. Ela pode ser imensamente criativa. Ela pode fazer desta própria terra o paraíso. Não há nenhuma necessidade de qualquer paraíso a ser procurado lá em cima nas nuvens, assim como não há necessidade de se procurar por qualquer inferno – porque o inferno nós já criamos. Estamos vivendo nele.

 

Últimas NotíciasAs Mais Lidas