Enquete

Quais ações da Mundial você mais curte?

Uma lição sobre materialismo e espiritualidade passada pelo cantor Raul Seixas

sábado, 12 de agosto de 2017

Raul

O ser humano gosta de postergar atitudes. Vai, como se diz, ‘empurrando com a barriga’ até quando dá.

Esse comportamento indisciplinado (e preguiçoso, por que não dizer?) pode resultar em prejuízo – não apenas material mas também espiritual.

Disse o cantor e compositor Raul Seixas, ícone do rock brasileiro, que morreu aos 44 anos em 1989: “Do materialismo ao espiritualismo é uma simples questão de esperar esgotarem-se os limites do primeiro”.

Em outras palavras: a pessoa só percebe a importância de cuidar da espiritualidade quando se vê em situação extrema, sem dinheiro, sem poder, sem perspectiva.

Mais verdadeiro, impossível, concorda?

Quando alguém está ‘por cima’, preocupa-se tão somente em curtir a vida, gastar o dinheiro e ostentar o que tem para despertar inveja nos outros.

Isso acontece cada vez mais nas redes sociais. Lá, existe uma competição: quem tem uma vida melhor, quem possui mais bens para mostrar, quem é mais feliz? (Ainda que seja uma felicidade ‘fake’.)

Raul Seixas, o grande poeta do caos, estava certo.

Precisamos sim correr atrás de prosperidade financeira e conforto, mas sem jamais esquecer de investir no bem-estar emocional e espiritual.

De que ainda uma pessoa ser milionária sem ter uma mente em ordem e a paz de espírito?

O segredo é o equilíbrio: buscar a materialidade e cuidar da espiritualidade ao mesmo tempo.

Últimas NotíciasAs Mais Lidas