Enquete

Qual experiência transcendental você gostaria de viver?

“A humanidade está com os dias contados e um novo ser humano precisa nascer”

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Satyaprem

A humanidade está com os dias contados e um novo ser humano precisa nascer

Afinal, a Terra vai ou não acabar? Nos últimos dias só se falou disso. Um asteroide iria colidir com nosso planeta e causar o fim da humanidade.

A hecatombe aconteceria na quinta-feira, dia 16. Pois bem, nada ocorreu. Mais uma previsão alarmante não se confirmou.

O episódio serviu para suscitar algumas questões pertinentes: qual será o futuro da Terra e do homem? Esse estilo de vida no qual vivemos – tão autodestrutivo e nocivo à Natureza – vai provocar nossa extinção?

Pesquisamos a opinião do guru espiritual gaúcho Satyaprem, discípulo do mestre indiano Osho. Ele percorre o país ministrando palestras sobre como encontrar o verdadeiro significado da vida.

“O mundo, se estamos falando da Terra, este planeta que flutua leve nesse imenso vazio celeste, terá um fim, uma morte. É claro que nesse instante esse organismo está sofrendo um ataque viral, humano, muito agressivo, que talvez, se continuar assim, encurtará sua vida. Há necessidade do humano reinventar-se ou redescobrir-se, conhecer-se no seu mais profundo para ocorrer uma ação curativa na Terra. A probabilidade de que isso aconteça é ínfima, pois seria como um processo autodestrutivo; o ser humano tal como está condicionado a pensar-se, precisa morrer, para que o novo possa nascer. Enquanto o ser humano manter essa estrutura intacta, age como um vírus, com nenhuma consciência de que sua vida depende do hospedeiro (a Terra), levando-se à sua aniquilação conjunta. De certa maneira, o futuro da humanidade, essa abstração, está com os dias contados. Mas, ouso dizer, existe a possibilidade de um novo ser humano, individual, indivisível, nascer deste fim eminente. Um ser que transcende o pessoal, que é guiado pelo silêncio enquanto consciência. Um ser celebrativo, imerso no agora, sem compromisso com o tempo e a mente.”

A análise do guru Satyaprem coincide com a visão de espiritualistas de outras vertentes e até dos cientistas: o homem precisa escolher se vai salvar o planeta e a si próprio, ou se permanecerá num caminho de destruição de sua espécie e do ambiente no qual vive. Infelizmente, uma parcela pequena da sociedade reflete a respeito desse tema tão importante.

Últimas NotíciasAs Mais Lidas